Meta Descrição

A meta descrição, conhecida como “meta description”, nada mais é do que aquela breve descrição que aparece sobre a sua página, abaixo do título da mesma, quando o indivíduo faz uma busca em mecanismos como o Google ou Yahoo, por exemplo.

Sua importância se dá uma vez que o Google simplesmente define um texto automático para seu preenchimento quando o gestor do site não a cria. A falta de uma meta description bem definida e estruturada, por sua vez, não agrada ao Google, nem à sua empresa e nem mesmo aos usuários.

E para evitar qualquer tipo de problema de ranqueamento do seu site no Google por conta de algo tão simples, confira neste artigo um pouco mais sobre a importância da meta descrição e como torná-la muito mais atrativa.

A criação de meta description é uma estratégia de SEO, mesmo que não seja assim tão difundida como ações que visam o uso adequado de palavras-chave, por exemplo.

Exemplo de relatório de CTR - meta descrição

 

A meta descrição pode ser caracterizada como uma “tag de marcação”. Por meio dela, você pode criar uma breve descrição/resumo sobre aquela página em específico – seja a página inicial, a página de contato ou até mesmo a página de produtos ou serviços da sua empresa.

Essa descrição aumenta o índice de CTR (A taxa de cliques da meta descrição corresponde à percentagem de impressões dela que resultaram num clique) da busca. Ou seja, você aumenta o número de cliques com a mesma quantidade de impressões fazendo um bom trabalho na hora de preenche-la corretamente.

O ponto de partida para que a sua meta descrição seja realmente atrativa e eficiente é o mais simples possível: fazer com que esse mini resumo, quando lido, realmente faça sentido para o usuário com base na pesquisa por ele realizada.

Um texto bem trabalhado, mesmo que simples, atrai mais a atenção do usuário do que algo rebuscado e com informações muito técnicas. Sendo assim, lembre-se que no caso da meta descrição, o mais atrativo é o mais objetivo e simples possível.

E para tornar a sua meta descrição mais atrativa, vamos conferir algumas dicas com informações que ela deve – ou não – conter:

  • Deve descrever exatamente o conteúdo presente na página. Se for a página de um serviço, descrevendo o serviço. Se for um produto, descrevendo o produto. Se for uma matéria de blog, resumindo o que o leitor vai encontrar nela e assim por diante;
  • O Google possibilita que as metas descrições sejam escritas em no máximo 156 caracteres. Pouco, não é mesmo? Por isso, objetividade é tudo e você é o responsável por saber o que realmente importa ser dito nesta pequena descrição. Um call-to-action, em muitos casos, pode ser uma boa pedida. Apesar da quantidade máxima recomendada pelo Google ser de 156 caracteres, recomendamos cerca de 143 caracteres porque dependendo de algumas variáveis, uma parte do texto pode não aparecer na busca;
  • Utilize palavras-chaves que tenham relação com o conteúdo central da página;
  • Não repita meta descrições para duas ou mais páginas, mesmo que o conteúdo apresentado por elas seja similar;
  • Nada de apostar em textos automatizados – se possível, escreva-o à mão, o que permite que você possa desenvolvê-lo com maior cautela;
  • Se você quer posicionar algum serviço local oferecido pela sua empresa, como cursos de inglês na cidade de São Paulo, por exemplo, adicione sempre o nome do município ou da região já em sua meta descrição.